Featured Slider

Entrevista com a escritora R. B. Guaraná.


Atriz, cantora, bailarina, coreógrafa, produtora e agora escritora...Ufa!
Renata Guaraná é muitas em uma só.
A jovem brasileira que mora no Havaí, faz sua estréia no meio literário com a obra Palavras Secretas, um romance diferente de tudo que você já leu!
Nesta entrevista Renata nos revela um pouco sobre o processo de criação, construção dos personagens e projetos futuros.

Bem vinda ao blog Renata, é um prazer recebê-la.

Obrigada de coração pelo convite!

Conte nos um pouco sobre você e sobre seu livro de estréia, Palavras Secretas.

Ai meu Deus! Se me derem ousadia para falar de mim é capaz de sair uma auto biografia detalhada em poucos minutos. (Risos)
Mas para resumir direi que sou uma artista completamente apaixonada por leitura e movida pelos desafios. Palavras Secretas, meu primeiro romance, foi o meu mais recente desafio concluído.
O livro conta a história de Amanda Lux, uma produtora de eventos super bem sucedida de Nova Iorque, que vê seu mundo virar de cabeça pra baixo quando se envolve com seu lindo estagiário, 10 anos mais novo e, não sabe o que fazer com relação à aliança que carrega na mão esquerda.

Além do lançamento de Palavras Secretas, há outros projetos de publicação para este ano?

Não tenho planos de publicação para 2019, a não ser a tradução de Palavras Secretas para os outros idiomas que falo: Inglês e Espanhol... E assim explorar o mercado americano e europeu.

Você é atriz, produtora, bailarina...estas funções influenciaram na escrita de

Palavras Secretas?

Acho que o fato de ser artista, influencia todos os aspectos da minha vida sempre. E não seria diferente no processo de escrever um livro. Temos um parafuso a menos, e isso não passa despercebido nunca.
Mas, brincadeiras à parte, como o mundo da escrita criativa era muito novo para mim, eu me utilizei de todas as técnicas que domino e trouxe para o papel. Fiz a construção de cada personagem como se fosse interpretá-los, descrevi as cenas como se as tivesse dirigindo, usei a disciplina tão conhecida pelas bailarinas para me forçar a sentar regularmente na frente do computador e cumprir meus deadlines por mais doloroso que pudesse ser às vezes. E mesmo querendo me distanciar ao máximo das personagens, meu lado produtora está bem desenhado em Amanda Lux, vocês verão.

Política: Você confia nos canais de informação?

           Imagine um redator de conteúdo pra internet que é contratado para escrever textos para um determinado blogueiro.
            Obviamente esses textos conterão assuntos que estejam alinhados com as pautas levantadas pelo site pagante e assim, dificilmente, esse redator contratado falará sobre coisas que entrem em discordância com as opiniões de seu contratante, o cliente.
            Agora transfira esse exemplo para toda a mídia televisiva e impressa. As que se mantém no ar através de anúncios de grandes empresas e responda: Você confia nas notícias que são patrocinadas?



O valor da notícia.

            Cada vez que o jornal é interrompido para os comerciais, o que acontece é a apresentação das empresas que estão financiando aquele programa e que pagam por ele. Empresas que podem ter interesses muito diferentes dos seus. Você confia que essas organizações estejam pagando aos jornais para te mostrarem a verdade toda?
            Difícil, não é mesmo? Então em um mundo onde a verdade tem valor monetário, em quem confiar de verdade? Como saber sobre uma informação de forma plena?

A vantagem e o dever que você tem.

            No passado, ter acesso a verdade era muito mais difícil.
             As câmeras fotográficas eram caras, os filmes para as câmeras ainda mais caros, principalmente se fosse levar em conta o custo benefício, (as imagens ainda exigiam o trabalho de revelação) e não existia internet, de modo que, se você quisesse saber de algo sem a interferência de alguma grande mídia, era necessário ir pessoalmente até a fonte da notícia.
            Mas hoje, quase todos os brasileiros possuem câmeras em mãos o tempo todo, e a globalização nos trouxe a dádiva da comunicação facilitada.
            Isso quer dizer que para nós, já é possível saber mais sobre o que acontece ao nosso redor, sem depender da grande imprensa, o que é uma grande vantagem. Então só nos resta um dever: Pesquisar.

O Botox® como aliado no combate a enxaqueca

O Botox® tem sido utilizado, pode-se dizer, em larga escala para proporcionar rejuvenescimento facial. Porém, a toxina botulínica, além de todo o potencial estético, tem ajudado pacientes com enxaqueca. Hoje, existem tratamentos com Botox® para enxaqueca crônica.
Muitas são as pesquisas sobre o uso do Botox para enxaqueca crônica e os resultados têm sido positivos de acordo com os especialistas, sejam eles neurocirurgiões e cirurgiões plásticos.
A enxaqueca é um dos tipos de cefaleia (dor de cabeça) e é caracterizada por uma dor pulsátil em um ou nos dos lados da cabeça. Ela vem normalmente acompanhada de fotofobia (aversão à luz), fonofobia (horror aos sons rimados e monótonos), náusea e vômito.

De acordo com o Ministério da Saúde, de 5 a 25% das mulheres e 2 a 10% dos homens sofrem de enxaqueca. A enxaqueca é considerada crônica quando existe a cefaleia em quinze ou mais dias do mês, sendo oito dias com crises típicas de enxaqueca, por mais de três meses consecutivos e sem abuso do uso de medicação.
Os especialistas que utilizam o Botox® para enxaqueca crônica dizem que com o tratamento o paciente consegue uma diminuição significativa da dor e da frequência de crises, assim como de todo o quadro de sintomas.


Como é realizado o tratamento do Botox® para enxaqueca crônica?

A toxina botulínica (Botox®) é aplicada em alguns músculos específicos da cabeça e da nuca com o objetivo de reduzir a liberação de neurotransmissores responsáveis pelos mecanismos de dor e do processo de contração muscular.
“Bloqueia-se” os impulsos nervosos que causam a sensação de dor e com isso trazem um “relaxamento” na área onde a dor se instala.
Em que locais são aplicados a toxina botulínica?
Para os casos de enxaqueca, existem protocolados 30 pontos distribuídos em músculos que podem receber tratamento com Botox®, sendo aplicado nas seguintes regiões:
· Frontal;
· Temporoparietal;
· Occipital
· Pescoço.

O neurologista, baseando-se no conhecimento sobre o paciente, é quem planeja as aplicações.

Profissão escritor- R.B. Guaraná


ME RECONHECENDO ESCRITORA

Há alguns dias atrás acordei com uma mensagem da minha mãe emocionada com a foto do registro do meu primeiro romance na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Ela dizia: Eu tenho muito orgulho de você, porque tudo que você faz é sucesso!
Eu lhe respondi com um coração, mas fui logo lhe freiando os sentimentos com uma porção de ideias limitantes, dizendo para que não se animasse tanto assim, que aquilo ainda não era nada. 

A obra terá que ser lançada e não se sabe se irão comprar ou gostar e, ainda que o façam é muito difícil ser bem sucedido com livros nos dias de hoje.
Quanta baboseira! 
Relendo minha própria mensagem segundos depois, não pude me reconhecer em nem uma daquelas palavras. 
Não que todas essas coisas realmente não façam parte do processo de se tornar um escritor profissional, mas na minha humilde opinião, elas não deveriam ser prioridade ao escritor, principalmente durante sua jornada de criação. 
Se tem uma coisa que aprendi no desafio de escrever as quase 300 páginas que estarei laçando em breve foi que o maior desafio é começar, criar tempo e colocar uma energia de realização para que a sua obra seja uma meta realizada e não um sonho inatingível.