Featured Slider

O Botox® como aliado no combate a enxaqueca

O Botox® tem sido utilizado, pode-se dizer, em larga escala para proporcionar rejuvenescimento facial. Porém, a toxina botulínica, além de todo o potencial estético, tem ajudado pacientes com enxaqueca. Hoje, existem tratamentos com Botox® para enxaqueca crônica.
Muitas são as pesquisas sobre o uso do Botox para enxaqueca crônica e os resultados têm sido positivos de acordo com os especialistas, sejam eles neurocirurgiões e cirurgiões plásticos.
A enxaqueca é um dos tipos de cefaleia (dor de cabeça) e é caracterizada por uma dor pulsátil em um ou nos dos lados da cabeça. Ela vem normalmente acompanhada de fotofobia (aversão à luz), fonofobia (horror aos sons rimados e monótonos), náusea e vômito.

De acordo com o Ministério da Saúde, de 5 a 25% das mulheres e 2 a 10% dos homens sofrem de enxaqueca. A enxaqueca é considerada crônica quando existe a cefaleia em quinze ou mais dias do mês, sendo oito dias com crises típicas de enxaqueca, por mais de três meses consecutivos e sem abuso do uso de medicação.
Os especialistas que utilizam o Botox® para enxaqueca crônica dizem que com o tratamento o paciente consegue uma diminuição significativa da dor e da frequência de crises, assim como de todo o quadro de sintomas.


Como é realizado o tratamento do Botox® para enxaqueca crônica?

A toxina botulínica (Botox®) é aplicada em alguns músculos específicos da cabeça e da nuca com o objetivo de reduzir a liberação de neurotransmissores responsáveis pelos mecanismos de dor e do processo de contração muscular.
“Bloqueia-se” os impulsos nervosos que causam a sensação de dor e com isso trazem um “relaxamento” na área onde a dor se instala.
Em que locais são aplicados a toxina botulínica?
Para os casos de enxaqueca, existem protocolados 30 pontos distribuídos em músculos que podem receber tratamento com Botox®, sendo aplicado nas seguintes regiões:
· Frontal;
· Temporoparietal;
· Occipital
· Pescoço.

O neurologista, baseando-se no conhecimento sobre o paciente, é quem planeja as aplicações.

Profissão escritor- R.B. Guaraná


ME RECONHECENDO ESCRITORA

Há alguns dias atrás acordei com uma mensagem da minha mãe emocionada com a foto do registro do meu primeiro romance na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro. Ela dizia: Eu tenho muito orgulho de você, porque tudo que você faz é sucesso!
Eu lhe respondi com um coração, mas fui logo lhe freiando os sentimentos com uma porção de ideias limitantes, dizendo para que não se animasse tanto assim, que aquilo ainda não era nada. 

A obra terá que ser lançada e não se sabe se irão comprar ou gostar e, ainda que o façam é muito difícil ser bem sucedido com livros nos dias de hoje.
Quanta baboseira! 
Relendo minha própria mensagem segundos depois, não pude me reconhecer em nem uma daquelas palavras. 
Não que todas essas coisas realmente não façam parte do processo de se tornar um escritor profissional, mas na minha humilde opinião, elas não deveriam ser prioridade ao escritor, principalmente durante sua jornada de criação. 
Se tem uma coisa que aprendi no desafio de escrever as quase 300 páginas que estarei laçando em breve foi que o maior desafio é começar, criar tempo e colocar uma energia de realização para que a sua obra seja uma meta realizada e não um sonho inatingível.

Tendências de Moda 2019

O verão de 2019 está enchendo as ruas de muito amarelo e transparência. Mas as peças de inverno já chegaram as lojas e lentamente começam a ganhar cada vez mais espaço nos guardas roupas pelo Brasil afora.
             O que vale comprar é uma dúvida frequente, afinal de contas, quais peças vão ser mais usadas e quais permanecerão em alta no próximo ano?
            De acordo com o artigo publicado pela Vogue algumas das tendências mais famosas dos anos 80 podem estar de volta e se você já está pensando no que comprar e quer saber em quais peças investir leia o artigo até o final e anote todas essas dicas.


            Fivelas e couro

            A Western Trend, ou seja, a tendência cowboy, vai marcar presença em fivelas grandes em tons de dourado e prata, mas também com uma queridinha dos anos noventa que retorno mais cheia de personalidade do que nunca.
            Pois é, as franjas estão de volta. Dessa vez elaboradas nos shapes retos, sempre feitas em tecidos basais, evitando a mistura de tons, mas contagiando blusas, vestidos e até alguns acessórios, como as bolsas, por exemplo.
            Dica pra você: Dê prioridade à tecidos como couro e camurça valorize os tons terrosos em blazers, chapéus e botas. 
           
            O xadrez ainda resiste! 

            O xadrez que foi muito marcante no ultimo ano com a moda “lenhador” ainda está por aqui. Dessa vez em cores mais lavadas, mas ainda assim no formato delicado das estampas inglesas.
            Casacos e camisas são bem vindos para formar combinações mais despojadas e confortáveis, mas não se esqueça de que os lenços podem dar um toque todo especial a sua composição e estão entre as opções nas próximas temporadas.
           
            Animal print

            Todo mundo tem uma peça em animal print, mas em 2019, as estampas de zebra e cobra ganham mais destaque do que a tradicional oncinha, por isso pode ser interessante investir nessas peças desde já para garantir um outono inverno à altura dessa nova tendência.

Sempre Bruxa - nova série da Netflix.


Olá, galera que parou um instante para conferir mais uma conversar sobre filmes e séries, tudo bem com vocês? Espero de coração que todos estejam bem e nas bençãos dos deuses eu que assim seja!
Até que enfim encontramos uma série que aborda o tema bruxaria e não nos remete a todo aquele mimimi hollywoodano e esteriótipos clichês de bruxas velhas, malvadas e adoradoras do diabo!
Sejam todos bem vindos a Siempre Bruja  - na tradução livre " Sempre Bruxa".

" Uma jovem bruxa do século XVII viaja no temo para salvar o homem que ama. Mas antes ela terá de se adaptar à vida moderna de Cartagena e derrotar um terrível rival." - apresentação da Netflix.

Já pra começar, tenho que dizer que essas apresentações da plataforma estão bem borococho,  "Alô, Netflix, vamos melhora, por favor!"
Agora, para o que interessa realmente, Carmen, nossa protagonista e guerreira bruxa, uma jovem escrava que herdou um grande poder de seus ancestrais e que irá usá-los para salvar o seu verdadeiro amor e todos os seus entes queridos. Já começa daí,  que mulher sagaz e poderosa e não estou dizendo em relação a magia, mas sim do seu coração puro e forte que deseja o bem para todos .
Carmen é uma bruxa que atravessa séculos na esperança de encontrar a solução para salvar namorado, um jovem filho do "senhor da casa grande"... um amor impossível? Não para esses dois!


A retratação do maior feminicídio ocorrido em eras, já começa logo nos primeiros minutos, a morte de mulheres que tinham o dom e a sabedoria de ervas, plantas e rezas que beneficiavam a cura e bem estar do próximo, jogadas vivas em fogueiras por uma visão do patriarcado que temiam tais poderes e as taxaram de bruxas, adoradoras do demônio entre tantas outras denominações ridículas e banais! Carmem é denunciada para alta inquisição e levada acorrentada para que todos pudessem ver e a humilhá-la com xingamentos diversos e então, jogada para ser queimada viva na fogueira.
Quer me dizer que nunca em toda a sua vida, você não tomou um cházinho de camomila pois estava muito nervosa, tensa com problemas que não sabiam por onde começar a resolver e precisava de calma para pensar e então, agir? Ou o mesmo cházinho para aliviar cólicas menstruais ou intestinais? Usou babosa para hidratar cabelos, acalmar a pele com queimaduras ou por motivos de beleza? Enfim, posso ficar aqui citando tantos usos mágicos que essa publicação não teria fim. Mas, como intuito aqui é a série e não os pensamentos de uma bruxa, vamos ao que interessa.
Tenho que parabenizar a produção e o roteiro estabelecido para essa série, pois retratou muito bem a magia natural, ou se preferirem, a bruxaria natural. A sutileza em demonstrar alguns feitiços e até mesmo rituais mágicos. A bondade que essa jovem bruxa tem em desejar o bem e sua busca pelo autoconhecimento e aprender a lidar com sabedoria em relação ao seus poderes.